QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTE IDOSO POLIFÁRMACO PORTADOR DE DIABETES MELLITUS

Maria Mayalle de Almeida Melo, Rainne de Oliveira Almeida, Dayse Aparecida de Oliveira Braga, Carlos Eduardo Quirino Paiva, Edmir Geraldo de Siqueira Fraga

Resumo


Podemos definir envelhecimento como um processo natural, irreversível e de cunho global, no qual se tem alterações que interferem na qualidade de vida do idoso, acarretando no surgimento de patologias de caráter crônico e que necessitam de tratamento. Nesse contexto, entre as Doenças Crônicas Não Transmissíveis, no idoso há a prevalência principalmente do Diabetes Mellitus, que quando não tratado de modo correto pode influenciar no surgimento de outras complicações. Assim, há a necessidade da adesão a terapia medicamentosa, buscando êxito na sua recuperação, porém muitas vezes os medicamentos prescritos são associados a outros de venda livre, caracterizando-o polifármaco. Desse modo o presente estudo tem como objetivo verificar a qualidade de vida do idoso polifármaco e portador de diabetes mellitus. A população será composta por idosos acompanhados pelo projeto Farmácia Integrada na Comunidade (FIC) do Curso de Farmácia da UNICATÓLICA, no município de Quixadá-CE com idade entre 60 e 90 anos e que estejam de acordo com a participação no estudo que será realizado em abril e maio de 2017. Os dados necessários serão coletados por meio de questionário, onde identificaremos fármacos utilizados pelo paciente, dificuldades do paciente no que compete a terapia medicamentosa, coleta do relato do paciente sobre o seu processo de adoecimento, riscos provenientes da polifarmácia e por fim verificar quais outros fatores interferem na qualidade de vida do mesmo.Os dados que forem obtidos através do questionário serão inseridos no banco de dados do software Microsoft Excel para viabilizar o processamento e análise das respostas obtidas.

Texto completo:

PDF


ISSN: 2358-9124

© Unicatólica. Todos os direitos reservados.

Este sistema é mantido pelo Núcleo Educacional de Apoio Digital.