CONTRIBUIÇÃO DO FARMACÊUTICO PARA A PROMOÇÃO DE SAÚDE NA FARMÁCIA COMUNITÁRIA

Eduarda da Silva Rafael, Antonio Thiago de Oliveira Campos, Mariana Timbaúba Benicio Coelho, Isabel Cristina Nunes

Resumo


O farmacêutico com a sua profissão vem sofrendo modificações constantes. Essas mudanças ocorre principalmente na ara da farmácia comunitária como por exemplo farmacêuticos do XX só tinha como obrigação trabalhos burocráticos farmacêuticos do XXI tem como obrigação a clínica com o paciente a gerencia da farmácia comercial e trabalhos burocráticos. Nos últimos 30 anos, a farmácia privativa e as drogarias decifraram receitas e entregaram aos usuários do serviço os produtos correspondentes, quase sempre sem qualquer tipo de orientação sobre o uso dos mesmos. A manipulação de fórmulas também não fugiu a esta regra por isso a importância do farmacêutico dentro das farmácias comerciais e de manipulação, pois o mesmo pode tirar dúvidas de como usar os medicamentos esse serviço nos últimos 30 anos tem sido negligenciado pelos os donos de farmácia. No Brasil, a partir de meados dos anos 1990, a presença marcante das ações dos conselhos de farmácia e vigilância sanitária em estabelecimentos comerciais farmacêuticos está mudando o panorama nacional. A exigência da presença do farmacêutico no setor privado está trazendo-o para o desempenho de suas funções em farmácias e drogarias. o medicamento como parte do complexo médico-industrial influi na percepção da saúde e da doença, tanto nos profissionais de saúde quanto na sociedade. O medicamento não se apresenta sozinha como sustância química, mas está acompanhado por um cortejo de publicidade, informação, brindes, estudos etc., que vai configurando uma forma de pensar.

Texto completo:

PDF


ISSN: 2358-9124

© Unicatólica. Todos os direitos reservados.

Este sistema é mantido pelo Núcleo Educacional de Apoio Digital.