TOXINA BOTULÍNICA TIPO A NO TRATAMENTO DE RUGAS: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Romário Rodrigues Martins, Alann Myller Martins Silveira, ; João da Silva Raulino Neto, Júlio Cézar Guerra Martins, Cinara Vidal Pessoa

Resumo


A toxina botulínica trata-se de uma exotoxina produzida pela Clostridium botulinum, uma bactéria Gram-positiva e anaeróbica. A neurotoxina é produzida pela bactéria em sete sorotipos diferentes denominados de A – G. A Toxina Botulínica A é considerada mais potente e com maior duração no uso estético, é um método efetivo e seguro no tratamento das rugas. Neste contexto, o presente estudo tem como objetivo revisar na literatura científica o tratamento de rugas através do uso da toxina botulínica tipo A. Este trabalho trata-se de uma revisão bibliográfica de caráter exploratório-descritivo, utilizando-se os bancos de dados Scielo, Google Acadêmico, Lilacs e Pubmed, e os seguintes descritores para a pesquisa dos trabalhos científicos: toxinas botulínicas, envelhecimento da pele e medidas terapêuticas, inerentes ao DeCS/BVS, foram selecionados 11 artigos publicados em língua portuguesa e inglesa entre os anos 1973 a 2014 e pertinentes à temática. A toxina botulínica pode ser aplicada na parte superior da face podendo ser usado nas rugas por ser uma protease que causa desnervação química temporária de músculos esqueléticos por bloqueio da liberação mediada de acetilcolina das terminações nervosas de neurônios motores, produzindo um enfraquecimento dose-dependente, temporário da atividade muscular tornando os músculos não funcionais sem que haja efeitos sistêmicos.  Diante do exposto, torna-se evidente que a utilização da toxina botulínica, quando seguidos os protocolos de segurança, compreende um método eficaz e seguro, com relatos de satisfação dos pacientes e resultados visuais positivos, contribuindo assim para a melhoria da qualidade de vida de muitas pessoas.

Texto completo:

PDF


ISSN: 2358-9124

© Unicatólica. Todos os direitos reservados.

Este sistema é mantido pelo Núcleo Educacional de Apoio Digital.