QUALIDADE DE VIDA E BEM-ESTAR DOS IDOSOS: UM ESTUDO OBSERVACIONAL EM UMA INSTITUIÇÃO FILANTRÓPICA DO SERTÃO CENTRAL CEARENSE

Eduarda da Silva Rafael, Ana Karoliny Bernardes da Rocha, Rafael dos Santos Saturno, Maria Luiza Arraes

Resumo


O envelhecimento da população é um fenômeno de amplitude mundial. A OMS prever que em 2025 existirão 1,2 bilhões de pessoas com mais de 60 anos, sendo que os com mais com 80 anos constituem o grupo de envelhecimento de maior crescimento, principalmente nos países desenvolvidos.Realizou-se um estudo bibliográfico do tipo exploratório-descritivo, utilizando-se os bancos de dados SCIELO, GOOGLE ACADÊMICO, com as palavras-chave mediante consulta aos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS) da Bireme: Idoso, envelhecimento, tratamento farmacológico. Estabeleceram-se como critérios de inclusão, pesquisas em português que abordavam o assunto proposto entre os anos de 2004 a 2016, assim o estudo foi composto por: 34 artigos, os quais favoreceram ao embasamento teórico de explanação do tema. A população de estudo será composta por 30 idosos, com idade entre 60 e 90 anos, onde será observado a assistência multiprofissional a eles proporcionada. Diante disso, a avaliação da complexidade da farmacoterapia torna-se prática necessária e importante para a recuperação e manutenção da saúde do idoso. A simplificação dos regimes terapêuticos podendo melhorar a adesão à medicação e trazer benefícios no resultado da terapia, permitindo um entendimento e uma aproximação mais precisa do idoso com seu tratamento, e tendo em vista a qualidade e bem-estar do idoso.


Texto completo:

PDF


ISSN: 2358-9124

© Unicatólica. Todos os direitos reservados.

Este sistema é mantido pelo Núcleo Educacional de Apoio Digital.