PREVALÊNCIA DE INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO EM PACIENTES ATENDIDOS EM UM HOSPITAL DO SERTÃO CENTRAL

Bárbara Mendes Bezerra, Kariny da Silva Saraiva, Regilane Matos da Silva Prado, Donato Mileno Barreiro Filho

Resumo


A infecção do trato urinário (ITU) é considerada a segunda infecção mais frequente na clínica médica, perdendo apenas para as infecções no trato respiratório e se classificam em infecções baixas e altas. As baixas com maior prevalência de cistite e as altas causando pielonefrites. O tratamento antibiótico é escolhido com base no quadro clínico do paciente, história médica e padrões de sensibilidade aos antibióticos. A etiologia microbiana das ITU tem-se mantido mais ou menos constante ao longo do tempo, no entanto, os uropatógenos apresentam atualmente algumas interações no que se refere ás resistências aos antimicrobianos. Portanto, a presente pesquisa com estudo analítico, prospectivo, transversal com abordagem do tipo quantitativo tem por finalidade verificar a prevalência de infecção do trato urinário e o perfil de suscetibilidade dos uropatógenos em pacientes ambulatoriais e hospitalizados atendidos no Hospital Municipal Eudásio Barroso em Quixadá, no período de setembro a outubro de 2016. Esse trabalho será realizado por meio da análise dos resultados dos sumários de urina dos pacientes confirmatórios de ITU e pela realização dos testes de urocultura e suscetibilidade antimicrobiana afim de uma terapêutica adequada e de uma contribuição para evitar o surgimento de micro organismos multirresistentes tanto no ambiente hospitalar como no ambiente comunitário. Espera-se desse trabalho poder analisar as bactérias com maior prevalência nas infecções do trato urinário, buscando também identificar qual o melhor antimicrobiano para essas infecções, assim, aperfeiçoando uma conduta medicamentosa cabível a cada paciente.


Texto completo:

PDF


ISSN: 2358-9124

© Unicatólica. Todos os direitos reservados.

Este sistema é mantido pelo Núcleo Educacional de Apoio Digital.