PREVALÊNCIA DE DOENÇAS GÁSTRICAS NÃO-INFECCIOSAS EM IDOSOS

Larissa Lima Diniz, Sandna Larissa Freitas dos Santos, Maria Luísa Bezerra de Macedo Arraes, Karla Bruna Nogueira Torres Barros

Resumo


A polifarmácia, caracterizada pelo consumo de múltiplos medicamentos, é um dos problemas mais frequentes em idosos, com isso consequências gástricas são evidenciadas nesta população. O aumento das doenças crônico-degenerativas comuns da idade e do consumo de medicamentos compromete a qualidade de vida dos idosos e representa um desafio na formação de profissionais de saúde voltados para esta demanda social. A pesquisa tem como objetivo verificar a prevalência de doenças gástricas não-infecciosas em idosos da casa de apoio Remanso da Paz, Quixadá-CE. O estudo será do tipo observacional, analítico, transversal, consistindo em uma abordagem quantitativa. Será incluído os idosos que frequentam diariamente a casa de apoio, com idade entre 60 e 90 anos, que estiverem aptos e conscientes para argumentar as informações contidas no questionário, e que estiverem com conformidade com a participação na pesquisa. E excluídos aquelas idosos que não se encaixarem nas condições citadas anteriormente, e aquelas que se recusarem a participar da pesquisa. Os dados de interesse serão obtidos por meio de uma entrevista aplicando um questionário que será traçado o perfil sócio demográfico das idosos, e colhido informações sobre os medicamentos utilizados para tratamento de doenças gástricas. Por fim, será disponibilizado material educativo sobre orientação de ações de qualidade de vida e a importância do uso racional de medicamentos pelos idosos.


Texto completo:

PDF


ISSN: 2358-9124

© Unicatólica. Todos os direitos reservados.

Este sistema é mantido pelo Núcleo Educacional de Apoio Digital.