INCIDÊNCIA DE PARASITOSES INTESTINAIS EM CRIANÇAS DE UMA COMUNIDADE NAS PROXIMIDADES DE UM AÇUDE NO SERTÃO CENTRAL DO CEARÁ

Luís Galdino Júnior, Yana Kerly Capistrano de Oliveira, Rafael dos Santos Saturno, Andreia Soares Silva, Regilane Matos da Silva Prado

Resumo


As parasitoses representam um problema de saúde pública mundial, estima – se que cerca de 3,5 bilhões de pessoas são afetadas por parasitoses, onde 450 milhões tem algum tipo de complicação clínica no mundo. No Brasil, essas doenças ocorrem em diversas regiões do país, em função da precariedade do saneamento básico. Este trabalho tem como objetivo investigar a incidência de parasitoses intestinais em crianças de 3 à 12 anos de uma comunidade do açude Cedro Velho do município de Quixadá/CE. Esta pesquisa tem uma abordagem qualitativa e quantitativa, de forma explicativa, experimental e pesquisa de campo. A população de estudo será as crianças de faixa etária entre 3 a 12 anos de idade, residentes na Comunidade do Açude Cedro Velhos. A coleta de dados será realizada através de uma pesquisa-ação, aplicação de questionário com perguntas estruturadas e semiestruturadas aos responsáveis pelos menores, sobre a saúde, higiene e saneamento básico. O método de avaliação parasitológico utilizado será o Hoffman, Pons e Janer (1934), conhecido como método de sedimentação espontânea. Assim, torna-se necessário verificar qual a incidência de parasitoses que a comunidade do açude do Cedro velho, para organizar e planejar ações de saúde aos que interessarem, visando prevenir, diagnosticar e tratar as infecções parasitárias. O farmacêutico nesse momento pode estabelecer um excelente cuidado farmacêutico, desenvolvendo educação sanitária aos moradores da região. Essa pesquisa será importante para a comunidade acadêmica que terá uma fonte de pesquisa para nortear outros trabalhos de linha semelhante e desenvolver trabalhos a partir de lacunas deixadas por esta.


Texto completo:

PDF


ISSN: 2358-9124

© Unicatólica. Todos os direitos reservados.

Este sistema é mantido pelo Núcleo Educacional de Apoio Digital.