CHÁ VERDE (Camellia sinensis): TRATAMENTO ALTERNATIVO DA OBESIDADE

Maria Natália Campos Luz, Tália Lanuce Rodrigues, Kariny da Silva Saraiva, Barbara Mendes Bezerra, Cinara Vidal Pessoa

Resumo


A obesidade é considerada como um importante problema de saúde pública no mundo, sendo responsável por diversas patologias. A Organização Mundial de Saúde, tem a estimativa que no ano de 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso e mais de 700 milhões, obesos. O chá-verde originário da planta Camellia sinensis L. é bastante eficiente na perda de peso. Nessa perspectiva, esta pesquisa teve como objetivo revisar na literatura científica a ação do chá verde (Camellia sinensis L.) no tratamento da obesidade. Realizou-se um estudo bibliográfico do tipo exploratório-descritivo, utilizando-se os bancos de dados SCIELO, Google acadêmico, Science direct, com as palavras-chave mediante consulta aos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS) da Bireme: Chá verde, Camellia sinensis, ação terapêutica, obesidade.  Os mecanismos fisiológicos de atuação da suplementação de chá verde incluem a ativação do sistema nervoso central, inibição de enzimas reguladoras do metabolismo lipídico e o aumento da expressão de genes ativadores da oxidação de gordura. Verifica-se um número reduzido de pesquisas referente ao potencial emagrecedor do chá verde. Assim é relevante o desenvolvimento de mais pesquisas que abordem melhor as propriedades, interações, toxicidades e mecanismos de ação, uma vez se torna difícil avaliar resultados em seres humanos, pois hábitos de vida e metabolismo dificultam a padronização de seus efeitos.


Texto completo:

PDF


ISSN: 2358-9124

© Unicatólica. Todos os direitos reservados.

Este sistema é mantido pelo Núcleo Educacional de Apoio Digital.