A ATENÇÃO FARMACÊUTICA AO PACIENTE PORTADOR DE HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA

Synara Cirelle Holanda Ferreira, Ananda Patrícia Lima Sousa, Matheus Pereira Sousa, Luma Layssa Rodrigues Pinto, Liene Ribeiro de Lima

Resumo


A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma doença crônico-degenerativa, multifatorial, ou seja, causada por um grupo de fatores, caracterizada pelo aumento sustentado dos níveis pressóricos nos vasos sanguíneos. Na maioria das vezes assintomática, de evolução lenta e progressiva. Compromete o equilíbrio dos sistemas vasodilatadores e vasoconstritores, aumentando a pressão no interior dos vasos sanguíneos, podendo ocasionar lesões em órgãos nobres como o coração, cérebro, rins e olhos. Este trabalho tem como objetivo demonstrar a importância da assistência farmacêutica ao paciente portador de hipertensão arterial sistêmica. Para as informações contidas realizou-se um estudo de caso do tipo descritivo, realizado na cidade de Quixeramobim-Ce, tivemos como sujeito de estudo A.E.S.N, 49 anos de idade, diagnosticado de hipertensão arterial sistêmica, faz uso de anti-hipertensivo e inibidor da ECA. Os dados foram coletados mediante uma entrevista ao paciente a fim de coletar dados através da anamnese. Vale salientar que foram obedecidos os aspectos éticos exigidos na Resolução 466/12. A assistência farmacêutica é de suma importância a este paciente, pois durante o tratamento pode ser encontrado várias dificuldades, desde o entendimento da prescrição médica, a dispensação do medicamento e a administração do mesmo. 


Texto completo:

PDF


ISSN: 2358-9124

© Unicatólica. Todos os direitos reservados.

Este sistema é mantido pelo Núcleo Educacional de Apoio Digital.