PRESERVAÇÃO PATRIMONIAL DA ARQUITETURA COLONIAL: O MUSEU JACINTO DE SOUSA EM FOCO

Rainna Raphaela Soares de Souza, Emiliana Pereira Mendonça, Mateus Romualdo Teles, Valéria Soares de Oliveira

Resumo


A importância de se conhecer o passado das casas brasileiras coloniais é fundamental para se entender o início das técnicas de construções, e não apenas isto, preservar estas edificações. O museu histórico Jacinto de Sousa é um exemplo, antes utilizado como casa por moradores de famílias abastadas, transformou-se em museu a partir da década de 1990. O prédio está tombado pelo decreto municipal, desde 2007, tendo à utilização do espaço com instrumentos (utensílios de cozinha e mesa, mobiliário, documentos escritos, documentos impressos, entre outros.) e fotos que contam sobre a história do munícipio de Quixadá, Ceará. A partir de então, é preciso potencializar o papel educativo dessas instituições no desenvolvimento da sociedade e enfatizar seu valor identitário.


Texto completo:

PDF

Referências


COSTA, João Eudes. “Retalhos da História de Quixadá”. Rio, São Paulo, Fortaleza: ABC Editora, 2002.

FABRIS, Annateresa. "Arquitetura eclética no Brasil: o cenário da modernização". In: Anais do Museu Paulista, 1993; Nova Série, 1:140-143.

LEMOS, Carlos A. C., “O que é patrimônio histórico”. 05. ed. São Paulo: Brasiliense s.a, 1987. 1ª reimpressão, 2000. - (Coleção primeiros passos; 51).

REIS FILHO, Nestor Goulart. “Quadro da Arquitetura no Brasil”. 09. ed. São Paulo: Perspectiva, 2000.

ZORRAQUINO, Luis D. “A evolução da casa no Brasil”. Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, Julho, 2006.




ISSN: 2446-6042

© Unicatólica. Todos os direitos reservados.

Este sistema é mantido pelo Núcleo Educacional de Apoio Digital.