FORMAÇÃO E CONHECIMENTO DOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA SOBRE EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Bruno Felipe de Oliveira, Antonio Evanildo Cardoso de Medeiros Filho, Brena Oliveira Braga, Tadeu de Almeida Alves Junior

Resumo


O desenvolvimento e organização de uma escola na perspectiva inclusiva, não é uma tarefa complexa, porém não é fácil, sendo um dos grandes desafios educacionais. Desse modo, é necessário modificar o modelo tradicional, e pensar em diferentes formas de trabalhar com a inclusão no âmbito escolar. Diante do exposto, o estudo tem como objetivo evidenciar fatores da formação de professores de Educação Física do município de Capistrano-CE, que podem contribuir na inclusão de alunos com deficiência nas aulas. Trata-se de um estudo descritivo de abordagem quantitativa e transversal. O estudo foi realizado no município de Capistrano-CE, com a participação voluntária de 10 professores de Educação Física, sendo todos graduados. Para coleta de dados foi aplicado um questionário composto por três questões fechadas e dezessete subquestões. Para análise foram realizadas frequências descritiva (n) e relativa (%) via SPSS versão 22.0. Foi evidenciado que os professores de Educação Física do município de Capistrano-CE, têm conhecimentos prévios (considerado baixo e médio) sobre a Educação Inclusiva, sendo esses adquiridos ainda na graduação e por leituras independentes. Diante disso, sugere-se a formação continuada desses professores, a fim de qualificar a sua atuação docente face aos objetivos imposto pela a Educação Inclusiva.


Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, J. S.; DUARTE, E. Educação inclusiva: um estudo na área da Educação Física. Revista Brasileira de Educação Especial, v.11, n.2, p. 233-240, 2005.

BRASIL. Currículo Mínimo de Educação Física. Resolução n.º 03, de 16 de junho de 1987, do Conselho Federal de Educação. Brasília, 1987.

CAMPOS, M. L. I. L.; MENDES, E. G.; Formação de Professores para A educação inclusiva em cursos à distância: um estudo de campo documental. Revista Cocar. Belém/Pará, Edição Especial, n. 1, p. 209-227, jan./jul. 2015.

COSTA, A. F.; SANTOS, J. S.; SILVA, D. M.; OLIVEIRA, F. B.; AZEVEDO, J. A.; SANTOS, F. C. Política de educação especial na perspectiva inclusiva e a formação docente no Brasil. Revista Brasileira de Educação, v. 18, n. 52, p. 101-119, 2013.

DUARTE, M. F. Inclusão escolar: os desafios da formação inicial de professores. 2016.

DUTRA, R. S.; SILVA, S. S M.; ROCHA, R. C. S. A educação inclusiva como projeto da escola: O lugar da educação física. Revista Adapta, Ano II, n. 1, p. 7-12, 2006.

MARTINS, L. A. R. Reflexões sobre a formação de professores com vistas a educação inclusiva. In: MIRANDA, T. G.; GALVÃO FILHO, T. A. (Org.). O professor e a educação inclusiva: formação, práticas e lugares. Salvador: EDUFBA, 2012.

SALERNO, M. B. A formação em Educação Física e o trabalho com a pessoa com deficiência: percepção discente, 2014. Disponível em: . Acesso em: 13 de out. 2016.

THOMAS, J. R.; NELSON, J. K.; SILVERMAN, S. J. Métodos de pesquisa em atividade física. 6ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2012.

UNESCO. Declaração de Salamanca. Sobre Princípios, Políticas e Práticas na Área das Necessidades Educativas Especiais. Salamanca/Espanha, UNESCO 1994. Disponível em: . Acesso em: 12 de out. 2016.

XAVIER, G. P. M; CANEN, A. Multiculturalismo e educação inclusiva: contribuições da universidade para a formação continuada de professores de escolas públicas no Rio de Janeiro. Pro-Posições, v. 19, n. 3, p. 225-242, 2008.




ISSN: 2446-6042

© Unicatólica. Todos os direitos reservados.

Este sistema é mantido pelo Núcleo Educacional de Apoio Digital.