CONTRIBUIÇÃO DA FISIOTERAPIA NO DESENVOLVIMENTO MOTOR DE UMA CRIANÇA COM HIDROCEFALIA: ESTUDO DE CASO

Maria Tatiane Silva Ferreira, Maria Udete Facundo Barbosa

Resumo


A hidrocefalia é resultado de uma dilatação dos ventrículos cerebrais por conta do acúmulo do líquido cefalorraquidiano. A criança portadora apresenta uma série de sinais clínicos que revelam comprometimento do desenvolvimento neuropsicomotor. A fisioterapia assume papel crucial no desenvolvimento motor dessas crianças, de modo a amenizar as sequelas motoras e proporcionar melhora na qualidade de vida destas. Diante disso, esse estudo tem como objetivo mostrar a contribuição da fisioterapia em um paciente com hidrocefalia, através de um estudo de caso. Trata-se de um estudo de caso realizado na Clínica Escola de Fisioterapia - Complexo Luigi Pedrollo da Unicatólica, entre outubro de 2011 e setembro de 2016, com um paciente acompanhado pelo setor de Neurologia Infantil. Foram utilizadas as informações contidas no prontuário do referido paciente, a fim de coletar dados acerca da avaliação e evolução ao longo dos três anos de tratamento. Ao longo desses três anos de tratamento foram realizados setenta e quatro atendimentos, distribuídos em duas sessões semanais. Foram realizadas mobilizações passivas articulares, alongamentos musculares, estimulação sensório-motora, vivência das posturas do desenvolvimento, treino da motricidade fina, fortalecimento muscular, massagem miofascial, treino de marcha, liberação diafragmática, tapping de pressão e orientação aos cuidadores. Foi observado um ganho no equilíbrio de tronco e na vivência do rolar, habilidades que se mostraram comprometidas na avaliação inicial. Contudo, nota-se que o mesmo necessita de intervenção contínua, em razão de seu severo atraso no desenvolvimento neuropsicomotor, com vistas a atingir o objetivo máximo que é a deambulação.


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, G. L. P. et al. Influência da fisioterapia no desenvolvimento neuropsicomotor de paciente com hidrocefalia. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, v. 22, n. 3, p. 199-205, 2009.

COSTA, A. C. S. M. Avaliação da função motora de crianças com hidrocefalia. 2010. 99f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde). Universidade Federal de Sergipe, Aracaju - SE.

OLIVEIRA, D. M. P. et al. Hidrocefalia: relação entre o conhecimento do cuidador e sequelas motoras. Arq. Bras. Neurocir., v. 32, n. 2, p. 69-73, 2013.

SANTOS, C.M.T. et al. Reabilitação na mielomeningocele. Disponível em: .

SILVA, L. A. R. et al. A sistematização da assistência de enfermagem a partir de um caso de hidrocefalia congênita. Salão do conhecimento, 2013.




ISSN: 2446-6042

© Unicatólica. Todos os direitos reservados.

Este sistema é mantido pelo Núcleo Educacional de Apoio Digital.